Escolher o(s) formato(s):

Delabie - Página Inicial
Portugal
  • France
  • International
  • Deutschland
  • Belgique - België
  • GD-Luxembourg
  • Nederland
  • Polska
  • United Kingdom
  • Россия
  • Portugal
Pesquisa

Norma NF Meio Médico : uma revolução para as torneiras

Maio 2018

A criação da NF 077 MM*, norma específica para as torneiras destinadas ao meio médico, resulta em mudanças significativas na conceção das misturadoras mecânicas, misturadoras termostáticas e misturadoras eletrónicas. A DELABIE é um dos poucos fabricantes a oferecer produtos já em conformidade com a norma. *Norma Francesa pela qual as nossas torneiras para utilização em meio médico se encontram em conformidade (nos modelos assinalados).

Sabemos a importância das limitações sanitárias associadas ao uso da água nas instalações de saúde. A contaminação bacteriana das redes de água representa um risco muito elevado à saúde dos pacientes com o sistema imunitário frágil, relacionado principalmente com a proliferação da Legionella e da Pseudomonas aeruginosa.

Os requisitos específicos para as torneiras utilizadas no meio médico surgiram com a norma NF MM, validado em dezembro de 2016, e recentemente em vigor (em França).
Algumas das medidas apenas vieram confirmar as práticas existentes nas instalações de cuidados de saúde durante anos. No entanto, a decisão de não permitir torneiras com uma câmara de mistura* sob pressão situada antes do seu fecho, reduz drasticamente o número de torneiras em conformidade.

*local onde se efetua a mistura entre água quente e água fria para obter água misturada

O fim das válvulas antirretorno

A intercomunicação entre água quente e água fria cria inevitavelmente condições favoráveis ao desenvolvimento bacteriano nas torneiras. Com o objetivo de evitar este risco, a NF MM exige que o fecho das torneiras se efetue antes da câmara de mistura. Não há necessidade, portanto, de válvulas antirretorno nas entradas de água. Tradicionalmente utilizadas para evitar que a água quente retorne para a alimentação de água fria (ou inversamente, dependendo da pressão mais forte), estas válvulas são agora designadas como a principal causa da proliferação bacteriana.
As válvulas antirretorno não são fiáveis porque mais cedo ou mais tarde, ficam calcificadas ou obstruídas com impurezas, não desempenhando assim o seu papel.

Com a obrigação de ter os dispositivos de fecho das torneiras antes da câmara de mistura, tornando as válvulas antirretorno inúteis, a norma NF MM revoluciona o mercado.
Esta norma elimina a maioria das misturadoras eletrónicas e termostáticas destinadas ao ambiente médico !

Ver ilustrações no final do artigo

Flexíveis em EPDM e aeradores definitivamente banidos

Do lado das alimentações das torneiras, o objetivo da norma é o de atrasar a formação do biofilme (grupo de micro-organismos que formam uma fina camada viscosa numa superfície), não preveni-lo, nos estabelecimentos de saúde. Os tratamentos aplicados às redes sejam preventivos ou curativos, degradam rapidamente este material. O efeito repetido de choques térmicos ou químicos, o condutor em EPDM liberta detritos que são o suporte para o desenvolvimento bacteriano.

Banidos também, os aeradores, que pela mistura ar-água que geram à saída da torneira, aumentam o risco de criação de aerossóis. Sem mencionar as impurezas retidas na sua rede fina, que também favorecem a persistência das bactérias. No ambiente médico, os orifícios de saída das torneiras não podem mais oficialmente ser equipados com aeradores.

De facto, os flexíveis em PEX ou silicone e os quebra-jatos foram amplamente adotados pelos estabelecimentos de cuidados de saúde nos últimos anos.

Torneiras adaptadas à instalação de filtros terminais

Não basta limitar a proliferação bacteriana na rede ; ainda é necessário evitar a sua retro contaminação por bactérias presentes na bica das torneiras. Os filtros terminais são frequentemente instalados nas torneiras de lavatório ou pias com o objetivo de fornecer a água livre de micro-organismos.
Com o objetivo de facilitar a instalação destes filtros sem reduzir o conforto de utilização das torneiras, as dimensões mínimas são agora específicas para estas : pelo menos 90 mm de altura de saída (distância entre a base da torneira e a bica) e 100 mm de comprimento da bica para uma torneira de bancada e pelo menos 100 mm de altura de saída e 175 mm de comprimento da bica para uma versão de parede.

Além disso, é necessária uma alavanca longa de pelo menos 110 mm para facilitar a preensão e o comando sem contacto manual (com o cotovelo, normalmente).

A DELABIE na vanguarda da norma

Durante 25 anos, a DELABIE tem defendido a adoção da maior parte das medidas contidas na NF MM. Não admira, portanto, que grande parte da sua gama hospitalar já esteja em conformidade.
Todas as suas torneiras são equipados com flexíveis de alimentação em PEX. Os tubos de alimentação em cobre, comercializados no Reino Unido há muito tempo, também estão disponíveis como opção para França.
As torneiras da gama saúde caracterizam-se pelo quebra-jatos sem grelha e sem aspiração de ar. Concebidos em Hostaform, um material que reduz a calcificação, limitando assim a sua manutenção.
E para além disso, algumas torneiras são equipados com uma saída livre BIOSAFE. A sua superfície interior lisa não oferece nenhuma aderência às impurezas e aos depósitos de calcário, reduzindo assim o aparecimento e a propagação de bactérias e dos germes húmidos.

Mais importante ainda, a DELABIE desenvolveu uma patente única que permite ter misturadoras termostáticas com fecho de água quente e de água fria diretamente nas entradas, tornando as válvulas antirretorno completamente inúteis. O risco de intercomunicação entre água quente e água fria é assim definitivamente descartado.
Esta é a forma como a nova misturadora de duche bicomando H9769 responde às exigências da nova norma, bem como toda a gama de misturadoras termostáticas sequenciais.
Algumas torneiras eletrónicas com a câmara de mistura localizadas antes do seu fecho também estão em conformidade com a NF MM.

A certificação oficial pelo CSTB de alguns destes produtos encontra-se em curso. As primeiras válvulas carimbadas NF MM estarão disponíveis no decorrer de 2018.